PINTEREST

terça-feira, 2 de junho de 2015

01/06/2015 13:41:03

Trabalhos do Mestrado do FIAM-FAAM 

participam de congresso

 
Alunos e docentes apresentaram seus projetos no 16º ENANPUR em Belo Horizonte entre os dias 18 e 21 de maio
Os estudantes do Programa de Mestrado em Arquitetura e Urbanismo do FIAM-FAAM Centro Universitário participaram do 16º Encontro Nacional da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional (ENANPUR).



No evento, realizado na cidade de Belo Horizonte, a coordenadora do curso de Tecnologia em Design de Interiores e docente do Programa de Mestrado em Projeto, Produção e Gestão do Espaço Urbano do FIAM-FAAM Centro Universitário, Profa. Helena Degreas, mediou sessão livre em que foram apresentados os trabalhos desenvolvidos na disciplina de Sistemas de Espaços Livres.

O projeto do estudante Carlos Américo Kogl intitulado “Canteiro de Obras e seus Impactos sobre a Paisagem Urbana” apresentou o estudo da área inscrita na Operação Urbana Água Espraiada (Lei 13260/2001) e que, em função da legislação, da canalização do córrego homônimo e da construção da avenida ocasionou o adensamento da região.



O docente do curso de Arquitetura e Urbanismo e mestrando do Programa, Prof. Felipe Lima, apresentou o trabalho “Arte e Rua: O processamento do suporte transbordado na paisagem”, que trata do sistema de espaços livres como uma ferramenta de integração entre os equipamentos culturais implantados na região da Luz. A intervenção propõe a instalação de um percurso demarcado por 60 esculturas ligando os equipamentos e incentivando o percurso de pedestres entre eles, do Museu da Língua Portuguesa à Sala São Paulo.

Priscilla Goya Ramos, mestranda do FIAM-FAAM, apresentou o estudo “Espaços Livres Residuais da Implantação de Sistemas Viários: Estudo das Possibilidades de Apropriação Pública” que expõe as potencialidades dos espaços livres públicos residuais vinculados à implantação de um trecho de sistema viário na cidade de São Paulo. “Os espaços livres urbanos públicos são elo entre o espaço privado e o espaço público, portanto, contribuem para a realização social, ampliam o senso de pertencimento da população e melhoram a qualidade de vida urbana”, destaca a autora do trabalho.



Wilis Miyasaka fez uma explanação sobre “A cidade e seus rios: canalização, preservação ambiental e mitigação” que tem como enfoque o polêmico projeto para controle de inundações no Córrego Tremembé e a proposição de uma alternativa de atuação em toda a bacia e não apenas nos córregos.

Outra importante questão estudada foi a inserção urbana da área de Proteção Ambiental Irineu Serra na cidade de Rio Branco, no Acre. No trabalho “APA Irineu Serra – Rio Branco – Acre”, da mestranda Lílian Kristina Sales Amim, foram apresentadas a configuração urbana e a produção de espaços livres ao longo da Estrada Raimundo Irineu Serra, que corta a unidade de conservação e seus lotes.

Nenhum comentário: