PINTEREST

quarta-feira, 6 de março de 2013

Umas coisas mudam, já outras...

Pois é: a política Sul-americana deve mudar com a morte do chaves. O panorama da música brasileira deve mudar com a morte do Chorão. Talvez nem mude muito, mas perde-se um letrista de qualidade. Na política, perde-se o líder bufão, o líder que diminuiu a pobreza, um sujeito efetivo e absolutamente engraçado quando identificou cheiro de enxofre na ONU. Impagável!
Já o futebol do Palmeiras nada muda. Perdeu de novo...