PINTEREST

segunda-feira, 9 de julho de 2012

1932 - 80 anos

Lá se vão oitenta anos da Guerra Civil brasileira. Naquele ano os paulistas se sublevaram, financiados pela oligarquia que acabara de perder o poder para a Revolução de 30, para mostrar ao país que ali (na Revolução de 30) estava a se desenhar uma ditadura. Poucos acreditaram no primeiro momento mas, depois, quando a farça da constituição de 34 ruiu, os brasilieros levaram oito anos para dar fim a uma ditadura sangrenta, cruel e de métodos nazistas. Getúlio acabaria voltando pelo voto popular em 1950, mas isto é outra História. A Revolução Constitucionalista de 32 forjou heróis, forjou uma indústria nova e mostrou a criatividade e a capacidade de organização de um povo ante a necessidade. 
Durante a ditadura militar (1964-1985) a data de nove de julho não era comemorada, apesar do obelisco do Ibirapuera e da Av. 23 de Maio não nos permitirem o esquecimento. Afinal, uma ditadura não ia querer que o povo se lembrasse de que era possível de ser combatida. Logo após a democratização, o nove de julho voltou a ser feriado estadual e é com muita honra que lembramos desta data e de seus heróis.

"O inimigo aqui não transita"
 

Festa da Cerejeira

Tradicional festa da colônia japonesa, aconteceu neste final de semana no município de São Roque. As primeiras mudas de cerejeira foram trazidas pelos japoneses na década de 30 do século passado. Desde então, nas regiões de clima frio, as floradas são celebradas com muita alegria pelas colônias nipônicas espalhadas pelo sul do Brasil. Quer saber mais? acesse www.festadacerejeira.com.br Lá você vai encontrar tudo sobre os locais em que se pode encontrar esta festa no Brasil e no mundo, com fotos belíssimas de floradas as mais magníficas. Trata-se de árvore muito especial e sua florada é realmente belíssima.