PINTEREST

sábado, 20 de outubro de 2012

ah, a preguiça...

Tanta coisa para ver, tanto lugar para ir e eu aqui, jogado e (quase) sem vontade de ir a lugar algum. Tive uma semana de puro stress e sei que uma nuvem pesada paira no ar. Se só pairasse ainda vai, mas pretende passar por onde trampo. O que sei é que a gente vai sobrevivendo. Afinal, desgraça pouca é bobagem...
Enquanto isso, a Sylvia Emanuelle Kristel decidiu que chega. Foi-se. O que ela fez no final dos anos sessenta foi diferente, novo e mudou alguns comportamentos. Tem gente que insiste em achar revolucionário, arrebatador com mudança de paradigma etc e tal. Apenas diferente. Ou será que o tempo destrói assim, tão fácilmente quebras de paradigma. Eu digo que não. Foi apenas diferente. Afinal, pratica-se sexo desde que o mundo é mundo e taras sempre houve, ou a escritora do livro que originou o filme nem teria passado da primeira página. Isso em 1959...
Bom, enquanto eu estou às voltas com meu cotidiano, minha mulher curte Canoa Quebrada. E vamo Q vamo...

Nenhum comentário: