PINTEREST

domingo, 25 de março de 2012

o mundo muda...

O mundo muda sem sair do lugar. A cada segundo nascem e morrem centenas e dentre estes uns que mudaram algo e outros que ainda poderão fazê-lo. Assim é a vida e são as coisas. Tudo é mutante e nada escapa a esta máxima. Com a morte de João Mineiro e de Chico Anysio capítulos da música e do humor destas terras foram encerrados. Mas, muitas das vezes, só percebemos mudanças, por vezes radicais, depois de muito tempo e em detalhes que não são exatamente o foco daquilo que é mostrado. Com a morte de Chico, por exemplo, começaram as ditas homenagens e matérias especiais cujo intuito é de fazer um apanhado do legado do artista, angariar IBOPE e vender cerveja. Estava eu, ontem, revendo um Roda Viva feito pela TV Cultura em 1993 com o Chico Anysio. A certa altura, no meio do nada, uma jornalista faz perguntas segurando um cigarro aceso. Vejam vocês: uma cena impossível nos dias de hoje fazendo-se passar pela coisa mais normal do mundo naqueles dias. Graças a Deus esta foi uma mudança para muito melhor que se operou na sociedade brasileira. Afinal, impedir que se faça propaganda de cigarro fora dos pontos de venda, impedir que se fume em local fechado e impedir que pessoas ostentem qualquer status ou glamour segurando um bastonete nicotínico foi uma das melhores coisas que já se fez. E, por incrível que pareça, todas estas atitudes partiram dos diversos níveis de governo. Falta muito ainda, mas é certo que este vício maldito, este hábito execrável, tem seus dias contados na sociedade brasileira. Ora pro nobis.

Nenhum comentário: