PINTEREST

quinta-feira, 22 de março de 2012

Coleta seletiva

Sempre fui fã dessa iniciativa. Desde o final dos anos oitenta que estou familiarizado com a prática e quase fiz mestrado em reciclagem voltada para a construção civil. As circunstâncias não foram as mais favoráveis e a idéia foi para a gaveta. Naqueles tempos eu era pai de dois pequenos frequentadores da chamada pré-escola e todas as famílias eram instadas a levar seu lixo reciclável para a escola uma vez por semana. No final do ano, tanto a festa como dois novos computadores ou a nova pintura foram financiados pelos inúmeros danoninhos e Yakultes vazios. Com o tempo algumas Prefeituras encamparam a coleta seletiva e... só Deus sabe o que acontece. A maioria do país não pratica a coleta seletiva, o que é um absurdo acima de qualquer qualificação. Inadmissível que não se fça em larga escala. Digamos que não é civilizado sujar o entorno de onde se vive e nós (a humanidade como um todo) escondemos lixo em baixo do tapete. 
Mas, independente disso, existe gente que além de criativa ainda faz bem à sociedade como um todo. Esse é o caso da Cooperaacs que desenvolve um belo trabalho com o que os outros consideram lixo. Neste trabalho eles envolvem artistas, albergados, moradores de rua e pessoas em situação de risco profissional. Possuem parceria com o Conjunto Nacional e fazem esculturas e decoração com muita qualidade. Basta lembrar do imenso Quixote que andou por lá por um tempo. Nestes próximos dia eles estão por lá. Confira.



PS: hoje é o aniversário de um grande amigo. Parabéns Glauber!

Nenhum comentário: