PINTEREST

sábado, 16 de abril de 2011

Nada como um filme de François Truffaut

Uma Jovem Tão Bela Como Eu / Une Belle Fille Comme Moi

Sou super fã dos filmes deste senhor François Truffaut. Tem gente que é contra, desanca o cidadão e a sua produção. Eu me divirto. Sempre que posso, trato de adquirir um filme dele e nesta tarde de sábado tratei de tirar o plástico deste daí. Apenas para que não fique alguma incompreensão no ar: o plástico é o do produto recém comprado. Só é tirado quando vai ser visto, até lá fica na prateleira como se na loja ainda estivesse. Mas isso não interessa. Interessa que o filme entretem.

Trata-se de uma comédia de primeira, em que um professor de sociologia Stanilas Prévine entrevista uma prostituta para sua tese de doutorado. O título até poderia ser O Otário e a Prostituta, mas daí... era óbvio demais. Além da estória, baseada no livro de Henry Farrell (Such a Gorgeous Kid Like Me), o filme traz algumas curiosidades, tais como ter sido o primeiro filme de André Dussollier e também de Anne Kreis. Ambos viriam a ser nos anos seguintes atores de sucesso. Ele, expoente do cinema francês, e ela, tendo atuado em mais de 50 filmes e seriados.
Truffaut disse certa vez que “A arte de fazer filmes só pode realmente existir através de uma muito bem organizada traição da realidade”. Quem sou eu para discordar.

PS: O meu sábado foi todo de trabalho, como vocês puderam ler.