PINTEREST

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

WOW!

Então... basta nascer.
Isabella Cerqueira Santos - musa do Cinema Novo - e Maria Schneider - aquela do último Tango... Oh Yeah! Fantasia não faltou, certo John Herbert? Certo Nildo Parente? E eu alucinava na Maria Schneider, afinal na década de setenta eu alucinava. Thats it. Mas Belchior já disse certa vez, e eu hoje repito: A minha alucinação é suportar o dia a dia, e meu delírio é com as coisas reias (ou foi normais?) E eu não gosto de tragédia, não gosto de Datena mas, mesmo assim, fui saber da Maria Schneider. Google a postos e "enter". Do outro lado saiu - tchã, tchã, tchã, tchã: Maria Schneider - a compositora do ano pela Associação dos jornalistas de Jazz! Só isso.
Eu lá quero saber de morto? Quero vida, música e jazz. Amanhã mesmo, hoje, agora, toda hora!
Curta você também: CLIQUE AQUI  e aprecie esta música única e extraordináriamente bem executada. Seja feliz enquanto pode. Curta a vida, celebre a vida e, sobretudo, ame a vida e as pessoas que à sua volta te querem bem.




PS: enquanto isso O VERDE dorme líder e o "outro" (o Centenada) protagonizou a eliminação mais vexatória do futebol brasileiro... (saiu da Libertadores sem nem ter entrado nela) tipo, #Toliminado!