PINTEREST

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Juízes...

A julgar pelo andar da corrocinha, precisamos cada vez mais que alguém nos diga o óbvio. Está mais do que na hora de acabar com esta postura paternalista que os donos do poder (qualquer poder ou pedaço dele) gostam de ostentar. Sabe aquela coisa de "eu sei do que você precisa...". Pois muito bem: todos sabemos que a telefonia celular no Brasil beira a piada. É caro e ruim. 
Para quem sabe do que falo o speedy é ridículo e a única Banda larga que se pode chamar pelo nome é a GVT. O catso, é que esta tal de GVT só tem aonde acha por bem, ou seja, naqueles Municípios aonde o poder aquisitivo é elevado. "Sorry Periferia", não é pra todo mundo. Experimentei esta maravilha na casa de um parente (pois aqui na Pacata Vila dos Tempos do Império não tem) e passei a achar o meu três G indigno desse nome. Qual não é a palhaçada... que hoje leio no UOL a seguinte manchete:

Justiça proíbe TIM de vender novas linhas no Rio Grande do Norte

Ao conceder a liminar solicitada pelo Ministério Público Federal o Juiz escreveu: “O que mais espanta é que as empresas de telefonia móvel no Brasil praticam preços extorsivos. Temos a tarifa mais cara, ou uma das mais caras do mundo, com péssimos serviços. Os lucros são aviltantes, superando, em muito, qualquer razoabilidade inerente ao capitalismo de qualquer país primeiromundista, enquanto que a prestação de serviço é desastrosa, de terceiro mundo!

Espantoso, não?!

E as outras operadoras? E o país inteiro que não conseguiu dizer Feliz Natal ou Feliz Ano Novo? Como é? O próprio MPF precisou de um relatório de fiscalização da Anatel para agir. E eu pergunto de novo: Pra que serve essa tal de Anatel se seu relatório de fiscalização precisou do MP para servir pra alguma coisa? 

PS: Estou de saco cheio!!