PINTEREST

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

o Genocídio de Ruanda


Well, imagine-se em um banheiro de um por um e meio metro, detalhe, com mais sete pessoas. Imaginou? Agora pense nesta situação por três meses e sem poder sair, nem falar, nem chorar. Pois é. Tentou? Pois foi por isso que Immaculée Ilibagiza passou para sobreviver ao genocídio de Ruanda em 94. Hollywood até fez um filme e coisa e tal. Comoveu a todos. Mas ouvir da boca de Immaculée, pessoalmente, não tem paralelo.
Pois ontem pela manhã, em evento realizado no Teatro da PUC de SP, o famoso TUCA, tive a oportunidade de ouvir o relato emocionante e comovente desta sobrevivente. Ela escreveu um livro, hoje um Bestseller mundial, traduzido para mais de vinte idiomas, chamado "Sobrevivi para contar". Vale conhecer.


Nenhum comentário: