PINTEREST

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

A Pacata Vila

Já foi mais pacata um dia. Hoje somos uma cidade, com quase todas as consequências, que foi fundada em 16 de Agosto de 1657 pelo nobre capitão paulista Pedro Vaz de Barros, conhecido também como Vaz Guaçu, O Grande. A cidade recebeu o nome São Roque devido a devoção de seu fundador por este santo. Atraído pela região, estabeleceu-se com sua família e por volta de 1.200 índios as margens dos ribeirões Carambeí e Aracaí, começando assim, a cultivar trigo e uva.
Mais tarde, imigrantes italianos e portugueses cobriram as encostas dos morros com vinhedos, instalaram suas adegas e transformaram São Roque na famosa "Terra do Vinho". Em 1681, Fernão Paes de Barros, irmão do fundador, constrói a Casa Grande e a Capela de Santo Antonio, em taipa de pilão, vindo esta a servir como parada e pousada dos Bandeirantes, que desciam o Rio Tietê em busca de ouro e esmeraldas.
Em 1832, São Roque foi elevada à condição de vila e, em 1864, à categoria de município. E, em 1990, devido ao seu grande potencial no cenário histórico, artístico, ecológico e cultural, foi transformada em Estância Turística. Com um ótimo clima serrano, paisagens belíssimas e povo hospitaleiro, São Roque dispõe de uma excelente infra-estrutura hoteleira, bons restaurantes, um amplo comércio e os mais saborosos vinhos da região. À apenas 60 Km de São Paulo e servido por duas grandes Rodovias - Raposo Tavares e Castelo Branco - São Roque oferece aos visitantes opções de lazer com ar puro e muita tranqüilidade.







Foto colorida: Capela St. Antônio com a Casa Grande ao fundo (foto Kogl). 
Fotos P&B: acervo "Foto Studio São Roque" - Câmara Municipal de São Roque.
Fonte: http://www.saoroque.sp.gov.br/historia.asp

2 comentários:

Simone Audrei disse...

Gostei de saber um pouco mais sobre esta linda cidade que tanto gosto.
As fotos então são ótimas, adoro fotos antigas.
Abraço

TARDE disse...

Obrigado pela visita.