PINTEREST

domingo, 1 de maio de 2011

Cópia Fiel

Abbas Kiarostami fez um filme fora do Irã. Uau! Abbas é obcecado pelo tempo, pelos poetas do tempo e pelas mulheres. Portanto, só podia ser Juliette - no one else - Binoche a atriz principal. Este é um filme singular. Primeiro porquê o próprio Diretor liberou geral: cada um que interprete como quiser. Segundo por remeter a um clássico de Roberto Rosselini (1954) - Viagem à Italia. No início do filme recebe-se a mensagem moldura. Sim, pois é ela que envolve o filme do início ao fim: "Se a qualidade de uma obra de arte depende do contexto e está nos olhos de quem a vê, então uma falsificação pode ter a mesma validade do original. É como a imagem da Coca-Cola reinventada pela pop art..."
É isso. Portanto, se são ou não casados, se isso realmente te interessa, ou se você acha que Kiarostami copiou Rosselini... Pense o que bem entender. Inclusive discorde, mas não deixe de ver. Trata-se de um magnífico filme de diálogo, como poucos. 

Nenhum comentário: