PINTEREST

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

As Verbas, o Orçamento e a Companheira de armas do José Dirceu

Então... a Dilma ganhou a eleição...
Logo nos primeiros meses de seu governo o que nós podemos apreciar são o Salário Mínimo pífio e os cortes no orçamento. O desavisado diria que este é um governo sério, pois não?! Gastou demasiado para eleger o sucessor e agora precisa conter-se. Qualquer Pai de família que se excedeu nas festas do final do ano, sabe do que falo. 
Mas a verdade é que esta senhora está cortando fundo e doloroso na EDUCAÇÃO, no Minha Casa Minha Vida, nos Esportes e na Defesa. Pra que estas coisas, não é mesmo? Com Educação o sujeito qualifica-se melhor para a vida, deixa de ser analfabeto funcional e, portanto, aprende a entender o que lê. Assim, ele aprende a não votar na Dilma e no Tiririca e isso não é bom. Estamos às portas de uma Copa do Mundo e de uma Olimpíada, portanto não há necessidade de verba nos esportes. Pra quê verba, se vamos pagar mico de qualquer maneira? Defesa? Defender o quê, não é mesmo? As únicas pessoas que ficam passeando na fronteira pra lá e pra cá são inocentes companheiros guerrilheiros e seus amigos traficantes. E o minha casa, ora quem tem... tem e pronto. Pode cortar! Ah, mas cuidado pra não cortar as verbas dos Cartões Corporativos, das campanhas publicitárias e dos jetons. Vamos com calma.






domingo, 27 de fevereiro de 2011

Teatro, dilúvio com futebol e Oscar: um domingo comum.

Comprei ingressos para o "ligações Perigosas" de Christopher Hampton com Maria Fernanda Cândido, Marat Descartes e Chris Couto lá no Teatro da FAAP. É melhor ver antes que se vá e a alternativa era ficar em casa e ver o Palmeiras não derrubar um Tabú que já dura seus nove anos e dezessete jogos frente ao São PAulo. Tinha também o Flamengo e sua tarefa infinitamente mais fácil frente ao time da querida Saquarema. Pois na hora de sair de casa resolve acontecer o dilúvio dominical ou vespertino (como queiram) do tipo alaga tudo, arrasta tudo e vira tudo (como no flagrante que fiz na Vila Madá). Apesar dos pesares, das tristes mortes da Carola Scarpa e do Moacyr Scliar, dos mais de trinta pontos de alagamento e das estradas congestionadas, chegamos a tempo das campainhas e de um café (Life goes on). Peça boa, de figurino, iluminação e cenário impecáveis, com a Maria Fernanda comandando e reinando. Vale o ingresso. 

O que não valeu foi meu time perder a lideraça para o inexpressivo Mirassol que, ao contrário do Palmeiras, fez a lição de casa e venceu. Parabéns para a nação rubro-negra que comemora mais uma Taça Guanabara. E vamos torcer para o Colin Firth levar a estatueta pois o Discurso do Rei é bom.


MOACYR SCLIAR

Eu não gosto de notícia triste. Quem é que gosta. Então... como esta é uma situação da qual ninguém escapa, o melhor é fazer pelas pessoas e não pelas memórias. E foi o que Moacyr fez. Escreveu 70 livros, proferiu inúmeras palestras, fez amigos, escreveu artigos, contos, crônicas, romance e compareceu toda vez que dois ou mais estudantes (principalmente) estivessem dispostos a ouví-lo. Imortal!
Tomei esta imagem emprestada do Jefferson Bernardes e dei uma "modificadinha" radical, pois é assim que vejo o Moacyr. Um verdadeiro dois em um, multifacetado, ao mesmo tempo íntegro, coerente e fiel às origens. Um raro ser, que conheci pessoalmente em Campinas e que, tenho certeza, foi cedo demais.

sábado, 26 de fevereiro de 2011

A semana

Esta semana fui ao circo. Cirquinho em tamanho, com seu insistente mágico diretamente da Romênia, alguns poodles coloridos e apenas uma moto no Globo da Morte. Mas tinha algodão doce, pipóca e maçã do amor. Mas não foi só na Pacata Vila que teve Circo. O mundo está um Circo, seja no Congresso Brasileiro aonde o Palhaço Tiririca votou aparentemente "errado" e o Craque Romário faz malabarismos para se manter em dia com as coisas da política. Seja também na Líbia, aonde o ditador que se veste de apresentador do Orlando Orfei cospe fogo sobre a platéia, que não aplaude, nem pede bis.
De positivo, o filme que acabo de ver - London River de Rachid Bouchareb (2009)- bem a calhar sobre homens bomba , atentados, filosofias e religiões. Falando em Homem-Bomba, quem viu o "Bomba" do Piauí na quarta à noite? E eu que pensava ser feliz quando em Cortina d'Ampezzo... lá não tinha Circo.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

CBF

Quando eu era moleque e pulava pra lá e pra cá com a camisa canarinho a comemorar os gols do Jairzinho, do Tostão e do Pelé, a camisa amarelo canarinho tinha um escudo com as letras CBD. Muita coisa mudou de lá pra cá, inclusive o nome da entidade que representa nosso escrete de ouro. O que não tem cabimento é nêgo mudar de idéia toda hora,... sobre a Taça das bolinhas, sobre o valor dos jogos pela tv aberta e sobre se o Estado vai ou não poder ver o jogo que é jogado lá pelas bandas da Capital. Tenham dó: vetar a transmissão para a cidade ou a região metropolitana vá lá. Afinal queremos o público nos estádios. Agora, vetar a transmissão para o Estado todo é sacanagem. Não é todo mundo que tem TV a cabo. A imensa maioria dos brasileiros depende da TV aberta para ter um lazer mínimo. Bem mínimo, por sinal. E essa agora, de reconhecer título para o Flamengo? Nada contra o Flamengo, mas bota a mão na consciência, bota... E o título mundial do Palmeiras, aquele de 1951? Só esse é que não vale? Vale todo o resto? Vale título que nem foi disputado... ora bolas! Pacas Caramba, Baralho te exconjuro Mangalô pé de pato três vezes cinco! Pô!


PS: a foto acima eu bati numa exposição lá em Curitiba antes da Copa da Africa do Sul (2010) 
PS2: depois destas lambanças todas, de reconhecer títulos a torto e direito a CBF e seu mandatário, político acostumado a sobreviver no poder, merece o troféu "Bola Murcha" 2011!


domingo, 20 de fevereiro de 2011

Domingo

Domingo o time da gente joga, nem sempre ganha, mas joga e dá pra falar mal do Juiz. Se no domingo você resolve acordar cedo e ir pra feira vender seu carro, você fez uma extravagância, não uma obrigação. Domingo a gente pode fazer nada e se fizer alguma coisa é por mera liberalidade. Ah, e no Domingo os políticos não fazem nada. Tudo isso posto, concluo que o Domingo é um dia legal.
Falando em vender carro, o bonitão da foto é uma F250 Tropivan 2001, único dono, Diesel, impecável, da qual infelizmente preciso me desfazer. Se alguém se interessar...

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Mars

Eles chegaram... vindos direto do Duty Free e já estão sendo devidamente devorados.
Salve Galeno, o portador!

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Para Belgas

Pois então... lá na Bélgica, terra do Rei Alberto, estão há 240 dias sem governo. Isso mesmo que você leu: sem governo! O Rei já fez de tudo, desde conciliação até mediação. Já fizeram passeata de mais de trinta mil pessoas, tiraram a roupa e distribuiram batata frita. Não sabem mais o que fazer. A minha sugestão é que chamem a PM de São PAulo que ela vem e desce o cassetete sem medir se é político ou simples transeunte. Vejam que protestar contra o aumento de passagem de ônibus com a presença de vereadores é uma atividade pra lá de subversiva e perigosa. Há que se reprimir #veementementementemesmo! É quase tão pernicioso quanto xingar juiz em jogo de futebol em Campina Grande. A PM saca o revólver e dá tiro no meio da moçada. Que eu saiba os Belgas não estão felizes por estarem sem governo. Eu acho que não precisam se preocupar, afinal nós também não temos lá estas coisas e sobrevivemos... há séculos.


PS: imagem tirada da abertura do seriado Law & Order. Pura coincidência...

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

São Paulo vai instituir o #balsafamília

Esta foi a capa da "Vejinha em 19/01/2011 e trazia em seu bojo a reportagem da tragédia anunciada. Todo ano tem, todo ano vem. Entra e sai Prefeito, com ou sem saia, e não faz a mínima diferença. A revista tentou distribuir a culpa e não há dúvida de que cabe uma parcela a cada um dos habitantes e frequantatoderes da Capital da Pacata Vila dos Tempos do Império. Até concordo, mas tenho cá meus dilemas e acredito que se há soluções (Atenção para o plural!) elas não são indolores, nem baratas, muito menos simples e rápidas. Sorry Políticos... Sorry periferia... mas há que se lembrar do Prefeito Pereira Passos e do caríssimo Oswaldo Cruz! A reforma do Rio de Janeiro, no início do século XX gerou imensa revolta popular mais conhecida como a Revolta da Vacina. Não foi nem um pouco indolor, mas foi absolutamente necessário para modernizar o País, permitir que navios atracassem e que as pessoas que aqui aportassem sobrevivessem à experiência. Pois bem, toda vez que relutamos em obedecer às Leis da natureza ou pensamos em contentar todas as camadas da população, a maioria dança. Não há como contentar todos. O benefício comum exige o sacrifício de alguns. E, neste caso, a ocupação dos terrenos de varzea e as áreas ao longo dos cursos dágua (se o que por lá corre ainda puder ser chamado assim) devem ser deixadas absolutamente livres, desocupadas e transformadas em áreas verdes, mais conhecidos como Parques lineares. Os ocupantes devem ser indenizados e removidos. O nosso Prefeito atual, além de nada disso fazer ainda criou diversas novas pistas asfaltadas nas marginais do Rio Tietê, suprimindo, para tanto, áreas verdes e árvores. Uma pena. Talvez até seja um bom administrador, talvez até tenha melhorado o trânsito por lá, mas a enchente... ele não melhorou não. Está igual ou pior do que quando por aqui esteve a Marta ou a Erundina ou o Setúbal e até o Maluf. Não é mesmo, Sr. Serra? Desta ninguém escapa. Contra isso só o #balsafamília.

PS: para quem quiser saber mais da enchente de hoje (16/02/2011) recomendo telejornais e portais diversos. Já para quem quer saber mais das revoltas populares do início do século XX recomendo dois livros fáceis de encontrar e ler. O primeiro da professora Jane Santucci chamado CIDADE REBELDE da editora Casa da Palavra. O outro, do professor Nicolau Sevcenko, intitulado A REVOLTA DA VACINA e editado pela Cosacnaify.

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Paranoid Park

Gus Van Sant se superou. Para começar, provou que é possível fazer um filme excelente, ganhador de prêmios, com baixo orçamento. Eu não vou ficar contando o filme, dizendo que a rapeize andava de skate. Até eu andei de skate. Acidente? Que acidente? Ora, é só escrever uma carta e deixar fluir pra fora do peito. Depois você pode mandar a carta, queimar a carta, sei lá... Pai e mãe, quase sempre fora de foco. Adulto? Praquê adulto? O filme não é nem sobre adulto, nem sobre skate. É a vida... e seus pleonasmos irredutíveis e internacionais, tipo adolescente alienado. Agora, tem cada cena de skate... de tirar o boné. Você lembra das suas escolhas? Aquelas que te troxeram até aqui? Então...
Preste atenção na trilha sonora e no som do filme. Veja bem: não é defeito de seu DVD...ok? Escute com atenção a letra da última música... Olhe, meu caçula já fez 24 e, ainda assim, esse filme foi esclarecedor. Agora, se você tem adolescente em casa, este filme é um verdadeiro Homework assignement.

sábado, 12 de fevereiro de 2011

amenidades

O Golaço do Roney quase salva o sábado que, ao final, foi salvo pelo Kléber Gladiador. Resta ficar até as duas da manhã para saber se vamos a Londres ou não. Não eu, é claro. O que será que o Mubarak pensou do gol do Roney? Imagine você, é quase como traficante que tem piscina em favela com muro anti-espia e churrasco na laje. O cara fica trinta anos no poder e quando sai (pela porta dos fundos) não vê o gol do Roney. É incrível que ainda tenha gente que pense que isso é legal. Eu não entendo. Não vejo a hora de bundar na beira da praia e o cara quer ser ditador. Dá licença...
Publiquei uma foto de uma borboleta (VEJA AQUI), não sei se o pedreiro foi trabalhar... Porquê não fui no Super Bowl? Cadê a Formula 1? Só sei que a Pizza tem de ser Margherita, o suco Natural , a ração do Gato Indoor 27 e o Verdão é o Líder.
Bom domingo a todos.


PS: não me lembro de onde tirei esta imagem. Gosto muito dela. Se alguém sabe, favor informar aqui nos comentários.

For the record:

Brasil 6 x Uruguay 0

13/02 - Aniversário de Kim Novak (1933), Peter Gabriel (1950), Robbie Williams (1974)

1633 - Galileo Galilei chega a Roma para encarar seu julgamento por afirmações consideradas heréticas, do tipo o sol não gira em torno da terra.

PS2: eu sei que a postagem foi dia 12, mas estas coisas aconteceram dia 13...


quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Monóculo

Atire a primeira pedra quem nunca comprou um monóculo no circo, no Holliday on Ice, na visita ao Pão de Açúcar ou lá pelas bandas do Parque do Ibirapuera. Aonde se lê "Ibirapuera" você coloque o nome do parque da sua cidade, ok? Muito bem, faz pouco tempo fui ao circo e no intervalo um sujeito vestido de palhaço já tinha uma foto pronta, montada em um monóculo pra me ofertar. Uma coisa mambembe que dá certo. Incrívelmente certo.
Em recente visita ao MIS em Fortaleza, vi um monte destes monóculos pendurados como relíquias dos tempos de antanho e, no entanto, hoje encontrei um site de lembrancinhas propagandeando estes monóculos como última moda. O mundo dá voltas, certo? Pois é... o melhor ainda está por vir: sabe aquela foto de monóculo (geralmente 1x2)? Você pode restaurar e ainda fazer dela uma foto normal para um porta-retrato-memória-seu-qualquer.


terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

James Dean and other rebel stuff

James faria 80 anos hoje. Imagina... enquanto isso alguns desocupados batem boca pelo Twittttteeeerrrrrr discutindo quem se apaga mais, nordestinos ou paulistanos. Até parece que isso é importante. O que importa é que a infra do país está pela hora da morte e que nenhum investimento sério tem sido feito nos últimos oito anos. E ainda tem gente que é contra Belo Monte. Tenha dó... para ficar na net, teclando etc e tal, defendendo tribos e alienígenas, no mínimo, é necessário que se tenha energia elétrica... ou não?! Ah! Lembrei: por ser aniversário do James, eles brincam de Rebel without a cause!


segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Carnaval

Já era. 

Dois motivos:
1) No Rio a Cidade do Samba pegou fogo...
2) O Recife anunciou que Maria Gadu, Marina Lima, Zélia Duncan e Fernanda Takai vão fazer a abertura do Carnaval...


IMAGEM: DAQUI

domingo, 6 de fevereiro de 2011

A Estrada

Pai D'égua Salustiana! Se você se impressiona facilmente, não dorme bem ou tem pesadelos... Cara não veja este filme por nada. Tá certo que quem escreveu o livro, sobre o qual se baseia o filme, ganhou um Pulitzer - Cormac McCarthy - e assim se qualificou como ficção arrepia suvaco e knock your brains off. WOW! Esse negócio de cataclisma que transforma humano em animal eu não gosto. Já enjoei o suficiente em Day After e não sou fã desse tipo de coisa-conto-estória. Mas, já que eu vi, lá vai: Tudo cinza e frio, a rapaziada sem polegar, os canibais, a moral e os bons costumes. Misture tudo e vai sair um garoto lesado, criado no lugar errado por um pai viajador e saudosista. Nada compatível com o mundo lá fora. O FINAL... ai, ai, ai. Não vou contar, mas prepare-se para não descontar na sua tv, ela não tem nada com isso.





PS: O Palmeiras perdeu quando podia - continua líder. Tudo bem, MAS: atenção, que não  se perde tantos gols numa partida impunemente. Mesmo que o tal goleirinho mosqueteiro tenha feito milagres etc e tal.

PS2: Sad to say, but Gary Moore passed away (1952-2011)

Um mundo de curiosidades...

Então... lendo sobre o Forum Social Mundial no excelente "dois em cena", fiquei sabendo que o mundo jamais será o mesmo a partir da participação de nosso EX-presidente que ainda pensa sê-lo. Lembrei do OFF-Syboy lá do escritório, que adora a Lei de Gaga e é eleitor fervoroso do Home. Ele e a imensa quantidade de órfãos de molusco que sonham com o dia em que Evo ÉGol Morales venha a ser o keeper dos centenada, no jogo da ianuguração do Itaqueronão apitado pelo não menos querido Hugo Juca Chaves. Só tem uma coisa: não esqueçam de levar o José Mojica na delegação. Ele é funamental no combate dos fenomenos Para Normais do tipo Toliminado e Mazembe.



sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

WOW!

Então... basta nascer.
Isabella Cerqueira Santos - musa do Cinema Novo - e Maria Schneider - aquela do último Tango... Oh Yeah! Fantasia não faltou, certo John Herbert? Certo Nildo Parente? E eu alucinava na Maria Schneider, afinal na década de setenta eu alucinava. Thats it. Mas Belchior já disse certa vez, e eu hoje repito: A minha alucinação é suportar o dia a dia, e meu delírio é com as coisas reias (ou foi normais?) E eu não gosto de tragédia, não gosto de Datena mas, mesmo assim, fui saber da Maria Schneider. Google a postos e "enter". Do outro lado saiu - tchã, tchã, tchã, tchã: Maria Schneider - a compositora do ano pela Associação dos jornalistas de Jazz! Só isso.
Eu lá quero saber de morto? Quero vida, música e jazz. Amanhã mesmo, hoje, agora, toda hora!
Curta você também: CLIQUE AQUI  e aprecie esta música única e extraordináriamente bem executada. Seja feliz enquanto pode. Curta a vida, celebre a vida e, sobretudo, ame a vida e as pessoas que à sua volta te querem bem.




PS: enquanto isso O VERDE dorme líder e o "outro" (o Centenada) protagonizou a eliminação mais vexatória do futebol brasileiro... (saiu da Libertadores sem nem ter entrado nela) tipo, #Toliminado!

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Dia Dois

Dois de fevereiro de dois mil e onze. Aqui dia de Iemanjá, pé na areia, perfume e flor. Mais acolá, dia de botar fogo no Museu, de destruir quatro, cinco mil anos de História. E eu achei certo os Ingleses devolverem as coisas para o Cairo... Afinal cada um sabe melhor como não cuidar de suas coisas. Vide o Instituto Butantã... 

Amanhã é o vigésimo quarto aniversário do meu caçula e isso dá um certo frio na barriga, uma ou outra ruga a mais na cara, mas o que importa é poder lhe desejar muita felicidade e que Deus lhe conserve a saúde e a alegria de viver.

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

É isso ai...

E depois as pessoas estranham Sarney ser re-re-re-re-eleito presidente do Senado e Lindberg Farias (Um líder carapintada) e Fernando Collor respirando o mesmo ar da Casa. Enquanto isso, logo ali ao lado, o palhaço Tiririca tomava posse como deputado. Será que aquele repórter fotográfico, que foi admoestado por ter  enquadrado uma lona de circo num dos plenários, pode pedir algum tipo de indenização? Com a palavra os "trezentos picaretas com anel de doutor", não é mesmo Sr. Luiz Inácio!?

Tsc, Tsc, Tsc - e a FUNAI libera fotos de índios que nunca vimos... nós e os surfistas de pororoca.

A propósito: recomendo a leitura atenta do livrinho do professor Nicolau Sevcenko: "A revolta da vacina", Cosacnaify 2010.