PINTEREST

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

VIVER

Ontem vi um filme inglês espetacular. "Terceira Estrela" de Hattie Dalton, no qual quatro amigos sintetizam amizade e vida em 92 minutos. Em resumo, três deles levam o quarto (doente terminal) ao seu lugar preferido na Terra. O filme retrata esta viagem e o destino final que os espera uma vez que estão no local. Filme lindo, bem fotografado... espetacular. Você sai do cinema meio flutuando, meio pensativo, meio puto. Mas é a vida. Vidas chegam ao fim, é isso e só isso.
Hoje cedo, ao abrir o UOL, vejo que o Andy Irons, tricampeão mundial de Surf, morreu de Dengue. Tinha só 32 anos, três a mais do que o protagonista do filme de ontem. Pô, o cara tá lá, saudável, esportista, cheio de planos e vem um virus-mosquito-da-porra e tchau! Tá tudo errado! Bem que eu digo, com toda cultura cristã que me rodeia, com dois tios que foram padres ( o que não os impediu de estarem podres), a gente é como planta e pronto. Nasce e morre... e nasce e morre outra parecida. Não tem céu de planta. Não tem reencarnação de planta. Gente é a mesma coisa. Um imenso acaso danado de doido; mas bom. Só isso e puff... o resto é filosofia para passar o tempo.