PINTEREST

segunda-feira, 24 de maio de 2010

ANIVERSÁRIOS

Quack Tarugo! Hoje é aniversário da mais roqueira das rainhas e do mais vitoriano dos roqueiros: Bob Dylan (1941) e a Rainha Vitória (1819). Cada um a seu modo, moldaram seus séculos e se o Séc XX não tivesse sido o século das Guerras, certamente seria do Rock and Roll. E neste cenário amalucado e impertinente, ninguém foi mais amálgama, ninguém foi mais copiado/amado/odiado do que este estranho personagem que hoje completa 69 anos. Ô número bão, sô...


TARDE DE DOMINGO


Pois fui na tal da Feira Vegetariana no Pavilhão da Bienal no Parque do Ibirapuera. Nem sei se a Feira era vegetariana, mas a maioria de seus freqüentadores com certeza. Posso dizer que estava lotada, que o sorvete era ótimo, o café gostoso, a camiseta cara, a granola estupenda e o Mandiopã sensacional. Do lado de fora do Pavilhão, lá pelas bandas da Marquise uma outra turma do “vegetal” estava reunida para a famosa “Marcha da Maconha” com a presença de políticos de todos os tipos e naipes. Uma Liminar do Tribunal de Justiça tratou de tentar calar a rapaziada, obrigando-os a se desfazerem dos cartazes e camisetas com frases e dizeres que faziam alusão à Cannabis Sativa. A Polícia Militar foi lá com grande efetivo e estardalhaço para tentar cumprir a liminar e impedir o que foi classificado como apologia ao crime. Alguns até foram presos pois acabou ficando a cargo de um Tenente decidir o que podia e o que não podia estar escrito ou desenhado. Sabe, quando quem decide não decide e deixa que outro, absolutamente despreparado para o caso, decida... deu no que deu: spray de pimenta na cara do repórter do jornal. E depois vai querer culpar o jovem que apenas quer fumar sem dar dinheiro ao crime organizado, quer comprar pagando imposto na "coisa" igual cachaça e tabaco. Só isso. Isso não é apologia e aqui sou forçado a acompanhar a Soninha Francine, ex Vereadora e ex Sub-Prefeita da Lapa, cuja interpretação é a seguinte: “A Justiça está imputando ao Movimento uma intenção equivocada. O que as pessoas estão dizendo aqui é que querem comprar uma substância de comerciantes legalizados e não mais terem de se relacionar com o crime. Estão nos caluniando.” E tem mais: se o ex-Presidente Fernando Henrique pode alardear pelos jornais que é a favor da legalização, porquê o cidadão comum não pode? Tá mais do que na hora de repensar essa porcariada toda. Álcool pode... Tabaco pode... Açúcar pode, McDonald's pode, Santo Daime pode, música sertaneja pode... Ora, ora. E depois querem que o Policial Militar não recorra ao Serviço de Psicologia da Instituição e a gente é obrigado a engolir o que fizeram com o Projeto Ficha Limpa lá no Congresso...