PINTEREST

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Lost in Space

O mundo, definitivamente, está a perder o Juízo. Para muitos filósofos está a se perder aquilo que jamais se teve. Na minha modesta opinião, porém, não se está perdendo nada. Não há o que perder, pois simplesmente não existe certo e errado. Não existem ditames a serem seguidos. Não existe um Príncipe ou um Papa capaz de aglutinar o povo, na força, no medo ou na conversa. O que existe são padres falando bobagem, Governadores contratando strippers, alunos cada ano desaprendendo mais e o povo (ora o povo) cada vez pensando menos. Portanto, caros amigos, o ano de 2010 se afigura no rol dos de bom augúrio, pois além de os estrangeiros nos garantirem que haveremos de crescer 7% (Nem o Ministro Mantega conseguiu ser tão otimista), teremos eleições e Copa do Mundo, muito churrasco e cerveja, algum carnaval e a certeza plena de que em domingo de sol “vai dar praia”... a minha, a sua, a nossa praia!
Enquanto isso Falcão continua em busca de seus trezentos gols no Futsal, Neymar está a fazer vários por jogo, Diego Hipolyto vai fazendo história e Felipe é Massa. Lula certamente será um excelente Senador, com casa na beira do Paranoá, José Dirceu terá a Banca mais formosa do Planalto (e não estamos a falar de revistas...) e Rita Cadillac vai lotar as salas de cinema. Ou seja, as fábricas de fogos sempre terão a quem vender sua mercadoria. Eu, de minha parte, estarei ocupadíssimo, montando meu kit do veículo espacial da família Robinson de “Perdidos no Espaço”.

IMAGENS: A primeira, por óbvio, da stripper assessora. A segunda não carece de explicação. A primeira, reprodução da FOLHA, a segunda sobre a mesa do escritório, minutos após a chegada do Sr. Carteiro.