PINTEREST

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Dez coisas que eu decidi não mais fazer


Fumar, Beber álcool, comer carne vermelha, comprar produto pirata, ler Paulo Coelho, Ler Lya Luft, escalar o Everest, pular de Buggie-Jump, andar de Bugre nas dunas (sejam quais forem as dunas) e adotar uma tartaruga.
Você pode achar estranha a minha lista. Nada mais fácil: faça a sua. E não adianta vir aqui criticar, por reparo, pois a lista é minha e fui eu que decidi não mais fazer estas coisas. Umas, por serem pura perda de tempo, outras por já ter passado da idade. Você dirá que fiquei velho para o Buggie-Jump... enganou-se:  Fiquei velho para agüentar Lya Luft e Paulo Coelho, fiquei velho para aturar bêbado e mau cheiro.  Cara, a vida é curta para se perder tempo com besteiras, rusgas e inconveniências. Abobrinha então... só se for vegetal.
No Everest o Niclevicz e mais meio mundo já foram... alguns morreram, e eu pretendo viver muito ainda. E tem mais, passar frio nunca foi a minha praia. Andar de Bugre na Duna não precisa nem explicar... vem areia na boca, você sai com a bunda quadrada e sempre tem um Ogro semi-analfabeto ao volante cuja maior felicidade é demonstrar o seu total desapego à vida... E sinceramente, adotar tartaruga só se for um Jabuti lá na minha estante. 

PS: É claro que estou falando da estatueta do prêmio Literário, orra meu!
PS2: explicar a recusa de comprar produto pirata não carece, não é mesmo.

4 comentários:

Carlos Eduardo da Maia disse...

Tarde, eu gosto de tomar um bom vinho com uma boa carne. Produto pirata? Confesso que já comprei. Dei para o meu filho um guitar hero de playstation e fui nos camelôs comprar um jogo de rock and roll com os melhores hits. Paulo Coelho e Lya Luft, nunca me encantaram e poderia sim ficar sem eles, sem problemas. Everest? Olha deve ter uma vista bonita e nem é necessário escalar. Gostaria sim de ir, pelo menos, até o acampamento básico. Buggie Jump, quase fui uma vez há 10 anos, aquela era a vez, não fui e nem pretendo, também não me interessa e nem faço questão. Boogie na areia? Nunca fiz, mas tenho vontade, apesar dos avisos. Ter uma tartaruga? Já tive uma, cujos olhos foram mordidos pela Rita, a minha caturrita. Abraços

Bípede Falante disse...

Essa lista de desfazer está bem interessante!

Millie Ribeiro disse...

Muito interessante sua lista...tenho feito algumas listas de desfazer na minha vida, e confesso que me tornei bem melhor e mais feliz...parabens...

Maurício Azevedo disse...

Acho que cada ser resolve seu destino de acordo com sua capacidade e coragem. Em minha lista, desistí de aturar (nem por educação) pessoas feias, pedantes ou burras. São invariávelmente insuportáveis. Erros continuo cometendo. Afinal, ser perfeito é também muito chato!
Abração!