PINTEREST

terça-feira, 11 de maio de 2010

INFÂMIA

Nestes tempos em que parece que ser Homem está saindo de moda e que ser gay deixou de ser uma transgressão, em que a opção sexual não define mais nada a não ser ela mesma... Recomendo que assistam o DVD excepcional do diretor William Wyler (O mesmo de Ben Hur) em que a mentira e o preconceito, principalmente envolvendo o homosexualismo, destroem e matam. Aliás pouco importa se uma das personagens não suporta a mentira, o ódio e o preconceito, importa que o assunto despertou consciências e mostrou, ao final, que sobreviventes são fortes e caminham seguros. A pergunta que fica é se Karen corresponderia ou não ao que Martha sentia por ela? Pois com a morte de Martha e a saída de cena de Joe tudo fica no ar. Fica-se sem saber, afinal, se o triangulo amoroso teria ou não prosperado. O que era maior, o amor ou o preconceito? Certamente a mentira. Contada pela menina má, aluna do colégio administrado pelas protagonistas Martha e Karen, que inicialmente serviria apenas para afastá-la do colégio, cresce e toma proporções inimagináveis. O que a menina não imaginava é que sua mentira ia arrombar a porta do armário e os esqueletos iam sair no samba do criolo doido...
Esta versão (1961), THE CHILDREN'S HOUR com Audrey Hepburn e Shirley MacLaine é uma refilmagem do mesmo diretor, mas com outro nome (THESE THREE), feita em 1936 já então uma adaptação para o cinema da peça de Lillian Hellman. Apesar das diversas proibições, da impossibilidade de se dizer abertamente certas coisas, o filme mostra como a hipocrisia da sociedade americana lidava com o tema do homosexualismo. Vale ver.






PARA QUEM NÂO TEM O DVD : http://www.megaupload.com/?d=BGEK1B2G


Nenhum comentário: