PINTEREST

sexta-feira, 28 de maio de 2010

Alfredo Volpi

Há 22 anos falecia Alfredo Volpi, pintor que integrou o Grupo Santa Helena ao lado de Clóvis Graciano, Bonadei, Rebolo e Pennacchi entre outros. Autodidata, fazia suas próprias tintas, diluídas em uma emulsão de verniz e clara de ovo, em que ele adicionava pigmentos naturais purificados (terra, ferro, óxidos, argila colorida por óxido de ferro) e ressecados ao sol.
Ao longo de quase um século de existência (1896-1988), passou por várias fases, encontrando seu próprio caminho nas abstrações geométricas. Famoso desde a década de 50, quando ganhou prêmio na II Bienal de São Paulo, Volpi pode usufruir em vida as vantagens e benesses da fama. Recebeu, inclusive, uma bela homenagem na exposição intitulada "Volpi, 90 anos" no Museu de Arte Moderna de São Paulo.

2 comentários:

Leca disse...

O trabalho de Volpi...
é simplesmente mágico...colorido...
adoro as bandeiras dele....e todo prêmio é merecido...
Bela homenagem...
beijos
Leca

Gláuber disse...

Prazer em conhecer Alfredo Volpi.
Ele é o tipo de gênio que adimiro. Objetivo, simples, vanguardista, ORIGINAL.
O melhor, foi saber que ele fazia suas próprias tintas. Ou seja, ele sabia o que queria e as tintas que estavam à venda por aí não tinha o que ele queria. Isso é genial.
Parabéns Volpi... Merece uma leitura de biografia, com a mais absoluta certeza.