PINTEREST

segunda-feira, 31 de maio de 2010

JOHN BONHAM

31/05/1948 a 25/09/1980

DIA MUNDIAL DA LUTA CONTRA O TABACO

Não vou ficar aqui lamentando quem fuma, nem propagandeando os malefícios do ato ou até mesmo os benefícios da abstinência ao tabaco. Apenas e tão somente digo que dentro de quinze dias completa-se o meu primeiro ano sem este vício... E que o cartaz acima mostra apenas seis das mais de quatro mil porcarias inaladas a cada tragada.

domingo, 30 de maio de 2010

Os melhores momentos de todos os tempos, das últimas duas horas...

Seguindo a tendência geral de criar classificações, listas de melhor isso, melhor aquilo, vou enumerar as melhores coisas das últimas duas horas. Sendo a primeira delas o fato de ter acordado bem disposto, feliz e contente, em um dia bonito e ao lado da minha mulher. A Ferrari, por exemplo, completou hoje 800 corridas de Formula 1 e  não ganhou nada. Homer Simpson foi eleito o personagem mais marcante dos últimos 20 anos por algum desocupado e insensível, pois a primeira mulher bonita da lista aparece apenas em terceiro lugar , depois disso, a outra apenas em sexto... E não me parece possível, com exceção de um Coringa de Ledger ou do "Monstro" de Charlize Theron, que dos personagens mais marcantes a maioria não seja de mulheres bonitas. Mas se querem personagens marcantes, vamos lá: Hoje é o aniversário de Bakunin (1814) e dia de lembrar a morte de Rubens (pintor - 1640), Voltaire (filósofo - 1778), Smetak (músico - 1984) e Mario Lago (ator- 2002). Marcantes, ou não?
Coloquei tudo isso no liquidificador junto com o excelente livro que estou lendo (István Jancsó - Um historiador do Brasil - Hucitec 2010) e me sinto no século XXI, ágil, veloz e conectado, enquanto o gato mia e pede petiscos crocantes e recheados. O mundo mudou, com ele mudei eu e juntos mudamos para melhor.
Na verdade não precisava ter dito tudo isso para dizer que ao acordar ao lado da minha mulher eu já ganhei o dia... fosse ele ensolarado ou chuvoso, atarefado ou preguiçoso.
PS: Assumi um compromisso de estar lá, seja aonde isso for, quando a Ferrari desenhar este Logo com o número 1000 nele... isto é certo.
PS2: a) Foto de Conceição Lima, Pau dos Ferros 2009; b) site http://www.ferrari.com/

sábado, 29 de maio de 2010

CAMPANHA!

Copie e cole esta imagem em seu Blog. Escreva para o seu Vereador, Deputado Estadual, Deputado Federal, Senador, Governador, Ministro e Presidente. Fale com seu chefe, seu colega de trabalho, organize uma palestra na Associação do Bairro, do Órgão de Classe. Vamos mudar a cara deste país!!!

Patinhas da Liberdade

Visitei a feirinha de adoção do Patinhas da Liberdade lá no estacionamento do Km 21 da Granja Vianna. Aquele famoso Posto com supermercado, lanchonete, farmácia e livraria na rodovia Raposo Tavares. Tai um trabalho fantástico e digno de nota desta turma de Cotia, cujo amor pelos animais não conhece limite. Parabéns! Para maiores informações e detalhes, bem como ajudar este fantástico trabalho, acesse:

José Datrino, o Profeta Gentileza



14 anos sem o Profeta

Nas palavras de leonardo Boff, "é notório que estamos no coração de uma crise civilizacional" que cobrou um preço alto pelo desenvolvimento e a chamada "conquista do mundo" perturbando a natureza e o equilíbrio do Planeta. "E nestes tempos "espetaculares" de banalizações e recortes de superfície, é preciso revelar, contínuamente, a profundidade e a força expressiva do legado de Gentileza em sua capacidade de fazer-se dizer como liguagem viva (inesgotável)."¹


PS¹: Leonardo Guelman in UNIVVVERRSSO GENTILEZA, Ed. Mundo das Idéias, 2009
PS²: Uma salva de palmas ao Arquiteto Luiz Paulo Conde que assinou em 2000 o Decreto de Tombamento das pinturas e escritos do Profeta Gentileza nas pilastras do viaduto do Caju (RJ).

sexta-feira, 28 de maio de 2010

ELDORADO

Você! Isso mesmo: você, caro leitor, que já deve ter lido um bocado sobre o que os espanhóis aprontaram nesta América do Sul atrás do ouro dos Incas e dos Maias. Já deve ter ouvido falar do caminho do Peabirú que ligava o Brasil indígena aos Andes. Já deve ter visto o filme de Werner Herzog intitulado "Aguirre, a cólera dos Deuses"... Já deve ter ouvido falar do Eldorado. Aquele sonho/pesadelo de imaginar um lugar, um país, aonde houvesse ouro em abundância, fontes da juventude e outras coisas mais. Chegou a sua vez de "ver" um pequeno pedaço disso ao vivo e a cores. Parte do acêrvo do Museu do Ouro de Bogotá (Colômbia) - que possui mais de 30 mil peças em ouro - vai estar à disposição do paulistano até 22 de agosto, de terça a domingo das 10 às 18 horas na Pinacoteca do Estado. São 251 peças em ouro e mais 40 objetos arqueológicos em cerâmica na exposição "Ouros do Eldorado - Arte Pré-Hispânica da Colômbia".


Meu Deus! História ao seu alcance!!
ABSOLUTAMENTE IMPERDÍVEL !

Alfredo Volpi

Há 22 anos falecia Alfredo Volpi, pintor que integrou o Grupo Santa Helena ao lado de Clóvis Graciano, Bonadei, Rebolo e Pennacchi entre outros. Autodidata, fazia suas próprias tintas, diluídas em uma emulsão de verniz e clara de ovo, em que ele adicionava pigmentos naturais purificados (terra, ferro, óxidos, argila colorida por óxido de ferro) e ressecados ao sol.
Ao longo de quase um século de existência (1896-1988), passou por várias fases, encontrando seu próprio caminho nas abstrações geométricas. Famoso desde a década de 50, quando ganhou prêmio na II Bienal de São Paulo, Volpi pode usufruir em vida as vantagens e benesses da fama. Recebeu, inclusive, uma bela homenagem na exposição intitulada "Volpi, 90 anos" no Museu de Arte Moderna de São Paulo.

Cristopher Lee e Vincent Price

Duas figuras como estas só podiam fazer aniversário nomesmo dia (27/05).
O cinema de Terror deve muito ao talento destes dois.

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Homenagem a Zé Rodrix



Rolou neste 26/05 no SESC Pinheiros (SP) linda homenagem a Zé Rodrix com a presença de Sá, Guarabira, Tavito e muitos outros. Aqui uma palhinha do encontro...

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Glauber Rocha anistiado

Quase 29 anos após a sua morte, o cineasta baiano Glauber Rocha (1939-1981) deverá ser reconhecido como anistiado político pelo Ministério da Justiça nesta quarta-feira (26), em Salvador (BA). O julgamento do processo iniciado por Paloma Rocha, filha do cineasta, em 17 de maio de 2006, será concluído pela Comissão de Anistia no teatro Vila Velha, no centro da capital baiana. 
Aliás, qualquer um que se sentiu perseguido no período compreendido entre os anos de 1946 e 1985 pode fazer uma solicitação de anistia e ou reparação incluindo ai uma pensão vitalícia. O Estado e o nosso imposto pagam com prazer; pois segundo o Ministério da Justiça, cerca de 55 mil solicitações de anistia já foram julgadas pela Comissão de Anistia. Do total, 14 mil casos receberam algum tipo de reparação econômica e 18,5 mil pedidos foram negados. Em outros 22,5 mil processos, o Estado pediu desculpas aos atingidos. Há ainda 11 mil processos aguardando definição em primeira instância e mais 3.500 com solicitação de recurso.
Com as indenizações, o governo já desembolsou R$ 2,4 bilhões. Para o cálculo das indenizações são levadas em consideração duas situações: um para quem não tinha vínculo laboral na época –cujo valor pode ser de até 30 salários mínimos por ano de perseguição, até um limite total de R$ 100 mil–, e outro para quem tinha trabalho, ou seja, é levado em consideração a possível progressão na carreira –essa categoria não tem limite de indenização.
Além do cineasta, o Ministério da Justiça já concedeu a anistia a outras personalidades. Em 2008, os escritores Ziraldo Alves Pinto e Sérgio de Magalhães Gomes Jaguaribe, o Jaguar, receberam uma pensão vitalícia de R$ 4.375,88 e uma indenização de R$ 1.027.383,29 e R$ 1.000.253,24, respectivamente. Em abril deste ano, o dramaturgo José Celso Martinez Corrêa foi contemplado com uma pensão vitalícia de R$ 5.000 e mais R$ 569.083,33 retroativos.

FONTE: UOL e GOOGLE

HEIDEGGER (26/09/1889 a 26/05/1976)

Na época em que a Carta Sobre o Humanismo fora impressa - em 1947, logo após o final da Segunda Guerra Mundial (1939-45) - a primeira parte da extensa obra de Heidegger já havia sido divulgada. Enquanto isso, na França de 1943, Jean-Paul Sartre publicara "O Ser e o Nada", fato que marcaria o advento do existencialismo francês. Heidegger, no entanto, sempre manteve-se desvinculado da corrente existencialista, não só porque era contra qualquer classificação do pensamento, mas, sobretudo, por causa do papel fundamental exercido pelo conceito de "nada", entre os franceses - para quem o nada poderia gerar a sensação de náusea existencial. Em Introdução à Metafísica (1953), ele irá propor a pergunta metafísica fundamental "porque há simplesmente o ser e não antes o nada?" justamente para mostrar que toda confusão imposta ao conhecimento do ser ocorre por se supor que o nada nadificante possa existir em algum ente. Para Heidegger, essa noção de nada seria capaz de obscurecer o ser ao se tornar mais um ente entre os outros, fator pelo qual a questão metafísica fundamental não pudera ser respondida, até então, pela filosofia ocidental.

DENGUE

Então... o Governo gasta um dinheirão em propaganda, tentando conscientizar a população a não deixar água parada por ai. Pois é... dai vem a Prefeitura Municipal, através de sua Secretaria de qualquer coisa como Parques e Jardins, ou Verde que te quero verde, ou ver-te... E planta bromélias no canteiro central da avenida. Sabe aquele lugar em que ninguém vai olhar nada... A água de chuva se instala e o mosquito agradece. Genial!! Absolutamente genial e merecedor de prêmio! Parabéns ao idiota incompetente que decidiu este paisagismo.

terça-feira, 25 de maio de 2010

25 de mayo: Día del Orgullo Friki

Los más raros reivindican su derecho a serlo. Cansados de que nadie les tome en serio, se han movilizado para celebrar este martes 'su' particular Día del Orgullo Friki. Concursos de disfraces, campeonatos de videojuegos y todo tipo de actividades para conmemorar su existencia con una experiencia realmente freak.

"¡QUIEN NO SEA FRIKI QUE LEVANTE SU ESPADA LÁSER!"

segunda-feira, 24 de maio de 2010

ANIVERSÁRIOS

Quack Tarugo! Hoje é aniversário da mais roqueira das rainhas e do mais vitoriano dos roqueiros: Bob Dylan (1941) e a Rainha Vitória (1819). Cada um a seu modo, moldaram seus séculos e se o Séc XX não tivesse sido o século das Guerras, certamente seria do Rock and Roll. E neste cenário amalucado e impertinente, ninguém foi mais amálgama, ninguém foi mais copiado/amado/odiado do que este estranho personagem que hoje completa 69 anos. Ô número bão, sô...


TARDE DE DOMINGO


Pois fui na tal da Feira Vegetariana no Pavilhão da Bienal no Parque do Ibirapuera. Nem sei se a Feira era vegetariana, mas a maioria de seus freqüentadores com certeza. Posso dizer que estava lotada, que o sorvete era ótimo, o café gostoso, a camiseta cara, a granola estupenda e o Mandiopã sensacional. Do lado de fora do Pavilhão, lá pelas bandas da Marquise uma outra turma do “vegetal” estava reunida para a famosa “Marcha da Maconha” com a presença de políticos de todos os tipos e naipes. Uma Liminar do Tribunal de Justiça tratou de tentar calar a rapaziada, obrigando-os a se desfazerem dos cartazes e camisetas com frases e dizeres que faziam alusão à Cannabis Sativa. A Polícia Militar foi lá com grande efetivo e estardalhaço para tentar cumprir a liminar e impedir o que foi classificado como apologia ao crime. Alguns até foram presos pois acabou ficando a cargo de um Tenente decidir o que podia e o que não podia estar escrito ou desenhado. Sabe, quando quem decide não decide e deixa que outro, absolutamente despreparado para o caso, decida... deu no que deu: spray de pimenta na cara do repórter do jornal. E depois vai querer culpar o jovem que apenas quer fumar sem dar dinheiro ao crime organizado, quer comprar pagando imposto na "coisa" igual cachaça e tabaco. Só isso. Isso não é apologia e aqui sou forçado a acompanhar a Soninha Francine, ex Vereadora e ex Sub-Prefeita da Lapa, cuja interpretação é a seguinte: “A Justiça está imputando ao Movimento uma intenção equivocada. O que as pessoas estão dizendo aqui é que querem comprar uma substância de comerciantes legalizados e não mais terem de se relacionar com o crime. Estão nos caluniando.” E tem mais: se o ex-Presidente Fernando Henrique pode alardear pelos jornais que é a favor da legalização, porquê o cidadão comum não pode? Tá mais do que na hora de repensar essa porcariada toda. Álcool pode... Tabaco pode... Açúcar pode, McDonald's pode, Santo Daime pode, música sertaneja pode... Ora, ora. E depois querem que o Policial Militar não recorra ao Serviço de Psicologia da Instituição e a gente é obrigado a engolir o que fizeram com o Projeto Ficha Limpa lá no Congresso...

domingo, 23 de maio de 2010

3º Salão Vegetariano

Um grande sucesso de público com muitos expositores e fornecedores, comprovando que a vida sem carne e sem sacrifício de animais vale à pena. O Planeta agradece.

MMDC

Com a morte destes quatro rapazes, a 23 de maio de 1932 na Praça da República,  precipitou-se a chamada Revolução Constitucionalista de 32 que eclodiria a 9 de julho, uma verdadeira Guerra Civil fratricida. Os paulistas sublevaram-se contra os desmandos do ditadorzinho Getúlio Vargas, exigindo a Constituição e a manutenção dos ideais da Revolução de 30. No entanto, a figura carismática e o caráter mesquinho e egoísta de Getúlio estavam mais interessados na promoção pessoal e na perpetuação no poder.

Um ano sem o Zé...



Não perca o show MEMORIAL ZÉ RODRIX

SESC Pinheiros

Dia(s) 25/05, 26/05
Terça e quarta, às 21h.

Espetáculo em homenagem ao músico e publicitário Zé Rodrix com participação de Sá & Guarabira, Nasi, Tetê Espíndola, Tavito, Marya Bravo, Bárbara Rodrix, Dani Black, Maestro Mario Tirolli e Orquestra Big Band da Associação dos Artistas do Litoral Paulista, Daniela Procópio, Fernando Moura, Clube Cayubi de Compositores e Trio Power.

PS: meu ingresso já está garantido:

sábado, 22 de maio de 2010

Fome em Sampa?

Caiu aqui e não sabe aonde comer? Não quer  "a la carte", nem cardápio nem fru-fru, não que por quilo nem PF? Gosta de um sanduba? Vá ao Joaquin's, obviamente na Rua Joaquim Floriano, bem no comecinho. Mas se prefere um Beirute (ou Beiruth) ai não tem jeito: só pode aportar no Frevinho. Oscar Freire ou Augusta? É só escolher e sentir-se nos anos cinquenta. Simples assim: Bom apetite.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

O IMPÉRIO CONTRA-ATACA, 30 anos


Albrecht Dürer

Há mais de 540 anos, neste 21 de maio, nascia Albrecht Dürer. Não sei dizer o motivo, mas seu trabalho me fascinou desde o primeiro dia em que vi. Figura renascentista típica, foi contemporâneo de Erasmo de Roterdã. Em uma de suas viagens aos Paises Baixos, consta que o conheceu pessoalmente. Não sei que influência este encontro pode ter gerado no desenho de Dürer, pois Erasmo e seu "Elogio da Loucura" são leitura obrigatória até hoje, principalemnte nestes tempos em que a imoralidade tem sobressaido, notadamente entre os membros do clero católico. Erasmo era a favor da liberdade de pensamento, da tolerância e tinha suas restrições ao comportamento e à influência da Igreja, sendo que foi muito perseguido por isso. O que estes dois têm em comum? Pois muito que bem, viveram suas vidas e fizeram o seu melhor, provávelmente acreditando em si e no próprio trabalho e seus frutos. São atuais e mesmo 500 anos depois contribuem para a formação de pessoas e pensamentos. São clássicos. Muito além da mediocridade que graça nos dias atuais, de famosos efêmeros, de pessoas que evaporam na mesma velocidade de suas aparições ou esse medo absurdo, uma aversão, ao anonimato. Mais ou menos como profetizou Andy Warhol ao atribuir a todos uns 15 minutos de fama. Você por acaso se lembra de quem sentou no sofá da Hebe, ou na hidromassagem do BBB? Quem foi página central da Playboy de janeiro? Quem foi o Deputado mais votado da eleição passada? Quem marcou o gol do título paulista, gaúcho, baiano ou mineiro de 2008? 2009? E 2010?

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Roubo em Paris...

Qual Thomas Crown você prefere: aquele com Steve McQueen e Faye Dunaway de 1968 ou com Pierce Brosnan e Rene Russo de 1999. Parece que tem um remake 2010 rolando por lá... coisa de uns 100 milhões de Euros, ou serão 500? O quadroda foto está entre os 5 furtados e eu sempre me pergunto o que uma bêsta consegue fazer com um quadro desses? Pendurar no dormitório? No armário? Quem tiver uma idéia melhor, me avise.
 

quarta-feira, 19 de maio de 2010

BUTANTAN, retrato do Brasil...


Para o diretor do museu de Zoologia da USP, Hussam Zaher, o incêndio foi um “terrível golpe moral”. “Não temos palavras. Mais que tudo, isso representa uma tragédia moral. Demos uma demonstração de irresponsabilidade e incompetência. Nossa imagem ficou arranhada no meio científico mundial. Mostramos que não temos condições de manter um acervo daquela importância. Perdemos credibilidade”, enfatizou.

 tá na FOLHA

Gostei da honestidade do Professor, mas como honestidade não resolve o problema e este acervo (iniciado pelo próprio Vital Brasil) jamais (JAMAIS!) será recomposto... sinto pela verdade absolutamente dolorida de que, SIM, somos um país mambembe. As coisas por aqui são pela metade, sem seriedade... mesmo quando envolve enorme capacidade intelectual e mão de obra qualificada.

terça-feira, 18 de maio de 2010

Último dia de circulação...


Ontem circulou pela última vez o Caderno +Mais da Folha de São Paulo. Sentiremos falta, ou não... Aguardemos os próximos domingos.
Eu aprendi a ler jornal - posto que ler jornal se aprende - surrupiando o Caderno Ilustrada, da Folha de São Paulo, de meu pai. "Cadê o Ilustrada?", ouvia-se pela casa todos os dias. E assim foi com pesar que vi a "Folha" trocar o Ilustrada de Domingo pelo "+mais". O próprio jornal conta que, a princípio, seus jornalistas perguntavam: é mais ou é menos? Vários cadernos foram suprimidos e/ou condensados neste "+mais" e ao longo dos anos aprendi a gostar dele passando-o à categoria de leitura obrigatória dos domingos. O mundo gira (e a Lusitana roda) e as novidades existem para substituir e avançar, mas que é duro ver o tempo passar, isso é. 

COMETA HALLEY

Neste preciso 18 de maio de 1910, o cometa Halley tratou de alimentar o imaginário popular e a crença no apocalipse. Mais ou menos assim como este tal de 2012 (o filme) gostaria de fazer. O certo é que o ser humano adora este tema, põe-o aonde pode, enxertando o assunto até no batizado do nenê, se possível. Mas naquele maio alegre de 1910 - que as primaveras sempre são alegres e não é preciso entender muito de datas para saber disso - meu avô, um adolescente de seus quinze anos, se fascinou com a passagem da Terra pela cauda do cometa. Nada de gases venenosos, cataclismas e tremores. Apenas o espetáculo multicolorido e alegre. Bem ao estilo da época, naquela Europa feliz, próspera, contaminada pela era Vitoriana e pelas alegrias do Capital e do Progresso. Mal sabiam que o mundo iria mudar em menos de quatro anos. Mas isso é outro assunto. O bom Sr. Franscisco aguardou ansioso a nova passagem do Cometa (1986) e frustrou-se. Não podia se comparar uma com a outra, mesmo ele filosofando de que a primeira ele vira lá no hemisfério norte e agora estava no sul e blá, blá, blá isso e mais blá, blá, blá aquilo. De tanto ouví-lo falar, achei até que estava caducando quando vi o fiasco que foi o Halley naquela versão "fin de siècle" de 86 - que Deus o tenha e que me perdoe por isso. A próxima só em 2061. Até lá Ferenc Cseh.


segunda-feira, 17 de maio de 2010

MUSEU IMPERIAL - PETRÓPOLIS

O Museu Imperial completa 70 anos e já possui parte do acervo digitalizado. O lugar é maravilhoso e vale uma visita. Mas para quem mora longe o Museu disponibiliza uma página na internet com muita qualidade. Confira em http://www.museuimperial.gov.br/

A CAPITAL FEDERAL

CONSTITUIÇÃO DE 1891

A primeira Constituição brasileira, de 1824, serviu de base constitucional para todo o Império. Proclamada a República, promulgou-se a primeira Constituição republicana em 1891 sob forte influência do positivismo.

Art 1º - A Nação Brasileira adota como forma de governo, sob o regime representativo, a República Federativa, proclamada a 15 de novembro de 1889, e constitui-se por união perpétua e indissolúvel das suas antigas províncias, em Estados Unidos do Brasil;

Art. 2º - Cada uma das antigas províncias formará um Estado, e o antigo município neutro constituirá o Distrito Federal, continuando a ser a capital da União, enquanto não se der execução ao disposto no artigo seguinte;

Art 3º - Fica pertencendo à União, no Planalto Central da República, uma zona de 14.400 quilômetros quadrados, que será oportunamente demarcada, para nela estabelecer-se a futura capital federal.

§ ú - Efetuada a mudança da Capital, o atual Distrito Federal passará a constituir um estado.

o resto você já conhece...
e Lucio Costa fez assim:

SEGUNDA FEIRA

domingo, 16 de maio de 2010

Virada Cultural...

Pois eu encontrei pessoa com esta fita no pulso. A prova cabal de que alguns se viram mais do que os outros...

sábado, 15 de maio de 2010

Contra o Serviço Militar Obrigatório - A favor da PAZ!

Uniforme Militar, atitudes militares, quartéis, armas e Serviço Militar Obrigatório não combinam com o século XXI. Não combinam com civilização. Não combinam com desenvolvimento e, de mais a mais, não combinam com paz e bem estar.
Com o passado militarista, de golpes e desmandos perpetrados por fardados, o Brasil já os deveria ter banido para os livros de História para lá ensinarem aos nossos filhos e netos como não se faz. O militarismo já teve suas oportunidades e falhou em todas elas. Seja na proposição de soluções, seja na condução das políticas desenvolvimentistas, econômicas e sociais que tetou implementar. Um fiasco, de raríssimas excessões. Pior, sequer faz bem feito aquilo a que se propõe, ou seja, manter as fronteiras livres de invasões. Rapazes recrutados contra a sua vontade, no auge da juventude, em detrimento de estudo e emprego, são mandados para casa por falta de verba para servir comida e uniforme. E enquanto nos quartéis, manuseiam armas obsoletas e absolutamente inúteis. Desnecessário dizer que a verba gasta com as instalações e equipamentos poderia muito melhor ser empregada em educação e saúde, por exemplo. Neste mundo de altíssima tecnologia, chega a ser ridículo possuir e manter tanques, obuzes, carros de combate, baionetas e infantaria. Vamos deixar esse negócio de brincar de soldado. Acabemos com o Exército. Bastam a Marinha e a Aeronáutica cujas funções sociais são ainda relevantes.
Aproveitemos este 15 de maio, dia da objeção de consciência para refletir contra o serviço militar obrigatório, contra a guerra. Gente, o mundo mudou!! Guerra é um absurdo! Trabalhe pela paz!

Poupança...


Ora, ora, ora, meu caro Senhor, minha cara Senhora: você tinha um dolar (U$ 1,00) em julho de 2001? Antes do fatídico setembro das duas torres de Manhattan, antes de Lula, pouco depois do apagão e antes do pós-tudo? Tinha?
Pois se em julho de 2001 você tinha um dolar, você podia tê-lo trocado por exatos R$ 2,35 (dois reais e trinta e cinco centavos), os colocado na singela poupança de um banco qualquer e ido torcer pelo seu time do coração ou ler sua coleção de Cecília, Érico ou Carlos. Você hoje teria lá R$ 4,88 (quatro reais e oitenta e oito centavos) para sacar. Na cotação de hoje, exatos U$ 2,61 (dois dolares e sessenta e um cents). Caso tivesse ficado com seu dolar na gaveta, trocava-o hoje por R$ 1,87 (um real e oitenta e sete centavos). Uma baita diferença! Só três reais a mais para cada dolar que você investiu no Brasil em nove anos. Agradeça ao Henrique Meirelles e ao Bush. O que um arrumou aqui dentro o outro estragou lá fora e na conjunção destes dois fatores o Lula saiu por cima da carne sêca, pois enquanto um brasileiro ganhava U$ 76,60 de salário mínimo em julho de 2001 hoje leva pra casa U$ 272,73, OU SEJA TRÊS VEZES MAIS. A industria nacional agradece, o Bradesco agradece, a multinacional agradece e a padaria da esquina também. Do Santander nem se fala...

PS: mesmo descontada a inflação do período, que não foi pouca (R$ 2,00 - dois reais - daqueles R$ 4,88 - quatro reais e oitenta e oito centavos), acreditar no país e na produção foi um bom negócio. Não a toa o dinheiro estrangeiro aportou por aqui igual àquela plantinha de lindas flores: dinheiro em penca.

PS2: Eu fui criado e me criei com muita inflação, com inflação pra lá da conta e até hiperinflação, portanto estes últimos quinze anos de estabilidade econômica são uma bênção de bastante paz de espírito.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

12 anos...

12 anos sem Frank Sinatra e Seinfeld. Não sei qual destas comédias me fazem mais falta.




quinta-feira, 13 de maio de 2010

13 de maio...

Pois é, dizem que neste dia a Princesa Isabel deu uma de boazinha e assinou a Lei Aurea. Um ato de Império, coisa de Soberano: de hoje em diante, com a graça de Deus, vocês estão livres; vão! Ora, ora, da carochinha ou do papagaio vai também? Que coisa feia, nada a comemorar. Basta olhar em volta, compare com uma aquarela de Debret o que você vê no semáforo a caminho de casa. Simples assim. Nestes anos todos surgiram diversas formas de se lidar com este 13 de maio. Na coleção de fotos da Princesa Isabel, recentemente editadas pela editora Capivara com apoio do Instituto Light, vê-se momentos em que os escravos comemoram, os parlamentares aclamam. Belíssima coleção, finalmente para todos.
Mas não é de fotos que falamos e sim das diversas formas de ver o 13 de maio. Para alguns, e no meu entender está indo longe demais, criou-se um tal negócio de cotas para tudo, para escolas, universidades etc e tal. Sobre isso há um excelente sítio que discute com a devida seriedade este assunto: http://noracebr.blogspot.com/. O que penso é que ainda não tivemos o distanciamento adequado dos fatos para ver com clareza este episódio da nossa História. O olhar sobre este episódio, não só o particular momento no Brasil, mas o comportamento mundo afora, merece um pouco mais de atenção. Veja você no Livro "Os Maias" de Eça de Queiroz, como a sociedade portuguesa recusa receber bem o negreiro que fez fortuna, cuja filha Maria Monforte acaba casando com Pedro da Maia. Ou seja, aqueles que introduziram a atividade econômica da escravatura, depois a recusam como não civilizada, igual descrito por Jane Austen em "Mansfield Park". E nem vou falar de Ruy Barbosa, acusado de queimar registros escravistas e tentar esconder a História... Portanto, mesmo hoje em dia, ainda um delírio, uma discussão com paixões aflorando, difícil de se conduzir.
Olha... neste 13 de maio, EU vou comemorar o aniversário de D. João VI. Ele é o cara... (ta ficando batida esta expressão... preciso arrumar outra tão impactante quanto) Primeiramente, foi o único que enganou Napoleão e, segundo, libertou o Brasil inteiro ao para cá transferir sua Côrte. Aqui inaugurou instituições como a Biblioteca Nacional, O Banco do Brasil e muitas outras mais, tão caras a nosotros. Três vivas a D. João! Ele inaugurou um País.
Inclusive, pensando neles (D. João VI e Napoleão Bonaparte) e em Wellington (que também derrotou Napoleão) que criei o lema de meu modesto escritório:
"Exitem os grandes e existem aqueles que derrotam os grandes!"
Bom dia a todos...

PS: hoje fazem 11 meses que me libertei do vício de fumar...

terça-feira, 11 de maio de 2010

SURRA DE CINTA NELE (S)!!!

Olha, tem gente que só dando surra de cinta ou vara de marmelo. Daquelas surras que deixam marcas para o resto da vida de modo que quando for ter à porta com São Pedro este logo as perceba e não deixe entrar. Falo de Pedro Ricardo Bartolomeu, Pároco da Igreja Matriz de Batatais no interior de São Paulo. O dito cujo tem a coragem de negar verba para a restauração de quadros de Portinari ameaçados por cupins e pendurados na parede da Igreja dele. É claro que o Bispo da região merece apanhar junto. O Cardeal também e se bobear o Papa merece, no mínimo, um pito. A cara de pau dessa gente não conhece limites. Na hora de ter as obras e de pedir "ajutório", opróbio e tudo o mais, é venha a mim. Na hora de por a mão no bolso para manter as obras, ai elas viraram patrimônio do povo e a Igreja apenas está guardando. Quem não acredita no que está lendo, passe um fio pra lá e pergunte ou leia a matéria da FOLHA DE SÃO PAULO de 11/05 na página C4. O Prefeito e as demais autoridades estão tentando se virar, tentando até um tombamento, pois senão o Tribunal de Contas não autoriza o dispêndio. E está certo o Tribunal, pois dinheiro público só para a coisa pública. É por isso que chama Republica (Res do latim = coisa). Agora, se as obras pertencem ao povo, então vamos tomá-las do padre, entrar na posse delas e restaurar e arrumar um jeito de o povo ver em bom estado. Eu sempre tive minhas restrições aos padres e sua incurável e insaciável sede por dinheiro, posses, riqueza e poder. Também pudera, tive dois Tios padres, um Secular e outro Beneditino. Ambos honestos, a bem da verdade, mas insaciáveis no que tange pedir esmolas e favores. Ou alguém toma uma providência, tipo Ministério Público já, ou o povo brasileiro perderá valioso patrimônio. E quem disse foi o padre.

PS: Detalhe; o imbróglio já dura mais de ano... E o cupim comendo...
PS2: as obras estão avaliadas em U$ 4,5 milhões... e que eu saiba, s.m.j., estar na posse e guardar são palavras que trazem consigo a responsabilidade de manter intacto etc e tal. Até pouco tempo atrás o depositário infiel pagava cadeia, ou este padre não tem nenhuma assessoria ou é mesmo uma bêsta!

INFÂMIA

Nestes tempos em que parece que ser Homem está saindo de moda e que ser gay deixou de ser uma transgressão, em que a opção sexual não define mais nada a não ser ela mesma... Recomendo que assistam o DVD excepcional do diretor William Wyler (O mesmo de Ben Hur) em que a mentira e o preconceito, principalmente envolvendo o homosexualismo, destroem e matam. Aliás pouco importa se uma das personagens não suporta a mentira, o ódio e o preconceito, importa que o assunto despertou consciências e mostrou, ao final, que sobreviventes são fortes e caminham seguros. A pergunta que fica é se Karen corresponderia ou não ao que Martha sentia por ela? Pois com a morte de Martha e a saída de cena de Joe tudo fica no ar. Fica-se sem saber, afinal, se o triangulo amoroso teria ou não prosperado. O que era maior, o amor ou o preconceito? Certamente a mentira. Contada pela menina má, aluna do colégio administrado pelas protagonistas Martha e Karen, que inicialmente serviria apenas para afastá-la do colégio, cresce e toma proporções inimagináveis. O que a menina não imaginava é que sua mentira ia arrombar a porta do armário e os esqueletos iam sair no samba do criolo doido...
Esta versão (1961), THE CHILDREN'S HOUR com Audrey Hepburn e Shirley MacLaine é uma refilmagem do mesmo diretor, mas com outro nome (THESE THREE), feita em 1936 já então uma adaptação para o cinema da peça de Lillian Hellman. Apesar das diversas proibições, da impossibilidade de se dizer abertamente certas coisas, o filme mostra como a hipocrisia da sociedade americana lidava com o tema do homosexualismo. Vale ver.






PARA QUEM NÂO TEM O DVD : http://www.megaupload.com/?d=BGEK1B2G


domingo, 9 de maio de 2010

Grande dia....

Claro que todos estão a pensar que vou falar do dia das mães. Sim, mãe é importante, todos têm uma e a minha é a melhor do mundo. Mas dia das mães é no segundo domingo de maio, portanto, a cada ano é em uma data diversa da do ano anterior. Nossa, tá um frio danado de lascado. Mas o que quero dizer é que hoje é o aniversário (ou seria) do cara que povoou minha imaginação durante decadas. Enquanto não pude ir pessoalmente ao Museu Britânico, não sosseguei. Garanto que se passaram muitos anos entre eu ter lido meu primeiro livro sobre o assunto e minha visita pessoal ao Museu. Trata-se de Howard Carter, nascido neste nove de maio de 1874. Carter é o cara! Nada de Lula ou Obama... papo furado: Carter é o cara!!! Foi ele que descobriu a Múmia de Tutancamon. A Múmia, a tumba e tudo o mais. Mil estórias, mil acontecências (acho que já adverti uma vez de que esta palavra não existe oficialmente, mas isto pouco importa). Importa que ele nasceu em nove de maio. Aliás, para aqueles que gostam de coincidências, foi também em um nove de maio de 1867 que faleceu Champollion, o sujeito que por conta de um pedaço de pedra decifrou os hieroglifos ( a escrita egípcia). A famosa pedra de roseta. Olha, eu não sei quanto a vocês, mas a minha imaginação sempre foi até a lua e voltou quando se tratava dos egipcios, dos gregos, dos espartanos e dos romanos. Sempre foram minhas aulas preferidas e eu agradeço a Deus não ter existido nem Indiana Jones e muito menos Lara Croft para estragar minhas viagens. Aliás Indiana tem um bocado do nosso Carter, ah se tem. Um brinde a Howard Carter!
Imagens da net (por óbvio). Howard na estação, Howard e a Múmia e Howard com Lord Carnavon (o homem da grana) e sua filha. Sempre tem a filha na parada e depois dizem que os filmes são de ficção...