PINTEREST

domingo, 10 de janeiro de 2010

MALA EDUCACION...

A chuva deu uma trégua e resolvemos passar o sábado em um parque de diversões famoso, que fica numa  beira de rodovia desse nosso vasto interior hospitaleiro e pujante. Dia lindo, muito sol e muita nuvem. Tanque cheio, carteira abastecida (que a coisa por lá não é brincadeira), içamos as velas e zarpamos rumo ao país que se pretende divertido. Você chega e logo vai sacando suas armas para adquirir seu passaporte que supostamente deveria dar acesso aos brinquedos do parque. A primeira crítica fica por conta desse passaporte, uma vez que as atrações "tchã" são pagas À parte. A segunda crítica, esta veemente, vai para o fato de que ao se adquirir o passaporte se adquire o direito de ficar três horas na fila para depois usufruir de determinada atração por cinco minutos. Já seria uma fantástica relação de custo/benefício não fosse o fato de descobrirmos que algumas pessoas adquirem bilhetes fura-fila. Isso mesmo, por lá se ensina aos filhos que quem paga passa na frente, que quem tem dinheiro pode mais. Um absurdo sem perdão! E, para arrematar, a comida servida dentro do tal país é uma porcaria, fedorenta e de preços aviltantes. Uma agressão sem par. E que para ficar apenas em singelo exemplo vos digo que a simples garrafinha de meio litro de água sem gás é vendida por quatro reais, sendo que você é proibido de levar a sua de casa (uma revista na entrada te subtrai a água que eventualmente você levou).

PS: de resto você passa excelentes momentos por lá, em atrações interessantes e bem cuidadas. Ademais, família unida é sempre um privilégio que devemos agradecer a Deus.

Nenhum comentário: