PINTEREST

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Bugatti, Motoboy e bikini



Sou contra!
Sim, terminantemente contra. Motoboy e bikini devem ser tirados. Sempre! E a Bugatti foi tirada de um lago. Mergulho de uns setenta anos. Fazer o quê? Mais ou menos este é o fio condutor desta loucura que é ser paulistano por um dia. Você liga o radio e descobre que o Presidente Lula sancionou a Lei e agora Motoboy existe. Ou seja, até pouco tempo atrás estes pernilongos “supernutridos”, que infernizavam a minha Rebouças, não existiam. Era pura ficção que levava meu retrovisor e vez por outra me chutava a porta do carro ou insistia em me mostrar o dedo médio. Ao mesmo tempo, um bando de "misses" insiste em desfilar de bikini para ver quem é a mais mais do mundo, ou do universo... coisa de louco (ou será esta a tal da calcinha exocet?). Tipo da notícia que deveria ser proibida no rádio, esta é só para TV e internet... e censurada lá pelas bandas do Padre Chico (sem preconceito). Preconceito que o craque Neto não teve ao anunciar que o deficiente visual que visitava os estúdios com a mãe, tinha ido “ver” a equipe do programa em ação... E maluco resolveu tirar uma Bugatti do fundo de um lago... só Deus sabe pra que finalidade. Deixassem a Bugatti lá e tirassem o bikini ou os Motoboy's (coisa de uns 200 mil só na cidade de São Paulo) e o mundo seria ao menos mais limpo e agradável de se olhar. Venhamos e convenhamos: o bikini perdeu seu charme. Já tiraram tanto pano do coitado que nada sobrou e não há mais o que inventar neste quesito. Se bem que esta última afirmação é deveras perigosa, pois nos anos finais do século XIX um zeloso funcionário do escritório de marcas e patentes dos Estados Unidos sugeriu a seus chefes que o escritório poderia ser fechado após a aposentadoria dele, uma vez que nada mais havia para ser inventado... e o trânsito... parado, parado.
E mesmo assim, consegui bater o carro...
PS: agora calcule o tempo que perdi hoje, ou não... (ah!) e nada contra as misses, mesmo tendo lido "O Pequeno Prícipe" e "Tistú - O menino do dedo verde" (sinceramente)

Um comentário:

Gláuber disse...

Uhhhhhh Uma explosão "entusiasmática"!

N pelo humor negro, mas gostei da parte do carro batido no trânsito parado.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk